Em apenas uma ação, a COORSEL alcançou economia e sustentabilidade. O projeto Recuperação de Sucatas, que prevê a o reaproveitamento de materiais, está entre as ações voltadas em prol do meio ambiente, mas que também resulta em uma considerável fonte de receita.

Os materiais oriundos de redes elétricas desativadas passam por uma triagem, sendo classificados como bons ou sucateados. Se eles estiverem com condições de uso, voltam para o estoque e são utilizados novamente nas redes elétricas. Caso contrário, viram sucatas, que podem ser vendidas para empresas que reciclam e dão o destino correto para o ferro, chumbo, metal, cobre, aço, porcelana e vidro.

Sendo assim, a iniciativa é revertida em benefício aos associados de duas maneiras distintas: ou os materiais são transformados em melhorias de rede ou na renovação e ampliação da frota. Os veículos adquiridos são utilizados pelos técnicos da Coorsel com o intuito de atender cada vez melhor e de maneira mais ágil os associados.

“Quando uma gestão é bem feita, até o lixo gera renda. O que é estorvo para os outros é uma fonte de renda que se reverte em melhorias para os associados da Coorsel. Fazer dinheiro com o lixo é algo totalmente eficiente e inteligente. Nas gestões anteriores, estes materiais eram apenas jogados fora, mas na nossa gestão veículos já foram adquiridos com o dinheiro da sucata, que para nós tem muito valor”, ressalta o presidente Ivanir Vitorassi.