O primeiro objetivo do Criciúma na Série A é não ser rebaixado. Para isso o técnico Vadão projetou minimetas para seu time e a primeira delas não foi atingida. A derrota para o Flamengo por 3 a 0 deixou o Tigre com seis pontos, um a menos do que desejava o comandante tricolor.

A conta de Vadão é fácil: ele quer somar 49 pontos — um aproveitamento de 43%. Para isso ele dividiu as 38 rodadas em nove minimetas. A primeira e a última são metas de cinco partidas e o objetivo é conquistar sete pontos em cada, as outras sete metas são de quatro jogos em que o aproveitamento deve ser de no mínimo cinco pontos.

O técnico Vadão é acostumado a traçar minimetas nos time que treina. Por isso ele já está em alerta. A primeira não foi cumprida e o time está devendo um ponto que terá que ser recuperado na próxima meta.

Para esse planejamento dar certo o Tigre tem que ser imbatível dentro de casa. Dentro do Heriberto Hülse o Criciúma é forte, mesmo tendo perdido a invencibilidade de 10 jogos para o Flamengo. Jogando ao lado da torcida carvoeira o time jogou 16 vezes na temporada, vencendo 10, empatando três e sendo derrotado apenas três vezes.

— Temos que buscar em algum momento esse ponto que ficou faltando, temos que buscar uma meta que ultrapasse o mínimo razoável — analisou Vadão depois da derrota para o Flamengo.