O enterro do cantor Chorão, líder do Charlie Brown Jr., ocorrido na tarde de quinta-feira em Santos, cidade do litoral paulista, reuniu familiares, amigos, parceiros de banda e pessoas próximas. Na parte de fora do cemitério vertical Memorial Necrópole Ecumênica, a estilista Graziela Gonçalves, ex-mulher do músico, confirmou que ele era viciado em cocaína e era esse o motivo para os dois estarem separados há seis meses.

Na tarde de quarta-feira, a polícia de São Paulo havia anunciado que encontrara na casa de Chorão “uma substância branca, aparentando ser cocaína” e fotos mostravam o apartamento do cantor bagunçado e com a mobília quebrada. Na quinta, após publicar um texto em que dizia amar o cantor “para sempre”, Graziela compareceu ao velório e ao sepultamento de Chorão, onde confirmou o vício dele em cocaína:

— Não era crack, era cocaína. Nós estávamos afastados em razão do que estava acontecendo com ele. Na verdade, eu estava tentando trazer ele de volta. Eu tentei tudo o que vocês podem imaginar. E infelizmente essa praga mundial, que é essa droga, acaba com tudo.

A estilista, que viveu com o cantor por quase 20 anos, agradeceu o carinho dos fãs e falou sobre o relacionamento com Chorão:

— Uma pessoa que só sabia dar, e por isso não ficou nada com ele. É tudo, é minha vida.

O sepultamento, que começou com 10 minutos de atraso, foi fechado para familiares e amigos. Entre os presentes, estava o baixista Champignon, ex-companheiro de Chorão no Charlie Brown Jr. Ele confirmou que “não tem como continuar” a banda sem o vocalista.

Depois do enterro, Champignon afirmou que a banda tem um disco gravado, que deve ser lançado em breve. A música Meu Novo Mundo, que faz parte do trabalho, já toca em rádios.

— Foi o que ele deixou. Além do legado, um álbum novo. Todos nós somos gratos a ele e, infelizmente, estamos aqui, nos despedindo dele.

Antes do enterro, na saída do velório, que aconteceu na Arena Santos, fãs cantavam músicas do Charlie Brown Jr. e empunhavam skates em homenagem ao cantor. O cortejo que seguia o carro com o corpo de Chorão passou pela pista de skate inaugurada por Chorão na cidade paulista e pela Vila Belmiro, estádio do Santos, time do coração do vocalista.

ZERO HORA