Atleta Calos Eduardo Maximiano da Silva na fitaEm média, são 60 crianças e adolescentes, que através do projeto social de Slackline “Pés na Fita, Cabeça na Escola”, estão percebendo no esporte, uma maneira de mudar de vida. Com objetivo de mostrar a estes novos atletas como são os campeonatos da modalidade, o grupo representante do esporte em Forquilhinha quer poder participar de dois campeonatos nas próximas semanas. Mas para isso, precisa de apoio da comunidade e empresas em geral.

O primeiro campeonato do mês ocorre no dia 1º de novembro, em Piçarras. “Trata-se do Campeonato Estadual da Associação Costa Verde Mar, mas para ir até lá, precisamos de um ônibus para locomoção. A ideia é levar de 15 a 20 atletas. Qualquer apoio, seja com a disponibilização de um veículo, ou algum valor para contribuir na alimentação, é bem-vinda”, argumenta a coordenadora do projeto, professora de educação física Jeanine Miranda.

Competição em Forquilhinha

Já a segunda ideia de Jeanine é realizar um campeonato voltado para a região, em Forquilhinha. “Algumas outras equipes, de cidades mais distantes e até mesmo de outros estados estariam convidados; mas o foco mesmo, são os próprios alunos do projeto, que tem uma curiosidade imensa de conhecer como é um campeonato”, explica.

O atleta, Carlos Eduardo Maximiano da Silva, de 12 anos, treina há quatro meses no “Pés na Fita, Cabeça na Escola”. “Já participei de algumas viagens do projeto, e é sempre uma forma de aprender mais com outras pessoas, de trocar conhecimento. Com toda certeza, um campeonato aqui em Forquilhinha seria uma forma de chamar a atenção para o Slackline, de muitas crianças da cidade e da região”, completa.

A data para realização ainda será definida, mas ocorrerá, no máximo, até o início de dezembro. “Seriam disputas mais simples, com premiação apenas em brindes, com categorias feminina, infantil de até 12 anos e amadora. Queremos é promover este esporte que só tem crescido em todo o mundo”, finaliza a coordenadora do projeto.

Para apoiar as ideias do projeto “Pés na Fita, Cabeça na Escola”, interessados podem entrar em contato com a própria Jeanine através do número 9615-3606, ou através da página do grupo no Facebook.

a Voluntária

​​