A 15ª edição da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza acontecerá, em todo o país, entre os dias 15 e 26 de abril. Em Santa Catarina, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Diretoria Vigilância Epidemiológica (Dive), vai distribuir 1,6 milhão de doses, disponibilizadas pelo Ministério da Saúde.
A campanha será dirigida às pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, crianças de seis meses a dois anos incompletos, trabalhadores da saúde, povos indígenas, população carcerária e indivíduos portadores de doenças crônicas. A partir do dia 15 de abril a vacina estará disponível em todas as unidades básicas de saúde dos municípios catarinenses.
“Crianças que tomaram uma ou duas doses da vacina em 2012 receberão uma única dose. As que serão imunizadas pela primeira vez terão de tomar duas doses, sendo a segunda aplicada 30 dias após a primeira”, informa o diretor da Dive, Fábio Gaudenzi.
De acordo com Gaudenzi, a vacina estará disponível para todas as mulheres grávidas e não há necessidade de comprovação da situação gestacional. Basta que a própria mulher afirme o seu estado de gravidez. O mesmo vale para mães que tiveram seus bebês num período de até 45 dias.
O médico infectologista destaca também que a vacinação será oferecida a toda a população indígena, a partir dos seis meses de idade, assim como para as pessoas com 60 anos ou mais.
Trabalhadores que atuam nos serviços públicos e privados em diferentes níveis de complexidade, voltados para a promoção e assistência à saúde, também serão imunizados gratuitamente. Portadores de doenças crônicas, como asma, hepatite, problemas cardíacos e diabetes também estão inclusos no programa de vacinação do governo.

Gripe
A gripe, em especial a H1N1, é uma doença respiratória aguda causada pelo vírus influenza A. Este subtipo do vírus da influenza, assim como a gripe comum, é transmitido de pessoa a pessoa, principalmente por meio de tosse ou espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas.
Diante da necessidade de prevenção, o Hospital e Maternidade Socimed já recebeu e coloca à disposição do público as primeiras doses da vacina contra a H1N1. Para mais informações os telefones são 3621-2500 ou 3301-2634.
Vale lembrar algumas medidas que podem evitar o contágio. Quando uma pessoa portadora espirra ou tosse, o vírus pode ficar nas superfícies lisas, como maçanetas, dinheiro, papel, documentos, sempre que houver umidade. Por isso, deve-se lavar bem as mãos, sempre.