W3.CSS

A secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, realizou uma extensa agenda em três hospitais do Sul Catarinense na última semana para avaliar o trabalho feito no andamento das cirurgias eletivas. As visitas técnicas foram no Hospital Santa Teresinha, em Braço do Norte, no Hospital Santa Otília, em Orleans, e no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Urussanga.

Nos três hospitais, a secretária visitou suas estruturas e se reuniu com gestores regionais, municipais e das unidades. Entre as estratégias, a direção do Hospital Santa Teresinha explicou que está recebendo pacientes remanejados do Hospital Nossa senhora da Conceição para as consultas de média complexidade em ortopedia.

 

No Hospital Santa Otília, em Orleans, após discutir e definir prioridades, a secretária foi homenageada pelos funcionários por seu empenho na garantia dos direitos da categoria de enfermagem e seu trabalho à frente da Secretaria de Estado da Saúde.

Já em Urussanga, no Hospital Nossa Senhora da Conceição, Carmen Zanotto reforçou a garantia do pagamento aos hospitais que estão realizando cirurgias eletivas e consultas cirúrgicas. “Pra mim essa é a coisa mais sagrada. Pagamos por meio de prêmio, da PHC e por outros auxílios. Não adianta dizermos que vamos operar em todos os hospitais, que não terá equipe . O que precisamos fazer é fortalecer os hospitais que possuem centro cirúrgico, identificando os problemas e resolvendo, por exemplo, temos 500 crianças que precisam fazer uma cirurgia de adenoide, que é rápida e só é preciso alinhar o fluxo. Estamos definindo procedimentos com os hospitais para poder ajudar os pacientes que estão na fila. Com essa característica e expertise do hospital, a otorrino é uma das prioridades”.

 

Ao final do dia, a secretária fez uma análise das visitas técnicas. “Estamos concluindo uma série de reuniões em três hospitais aqui do Sul, em especial fazendo uma avaliação com as direções, equipes diretivas, prefeitos e secretários municipais, gerências de saúde e as lideranças políticas da região com relação às necessidades, mas especialmente agradecendo o sucesso que elas vem tendo na realização dos procedimentos de cirurgias eletivas gerais e ortopédicas de média complexidade. Mas precisamos continuar avançando muito mais para garantir inclusive as cirurgias de alta complexidade de ortopedia que é muito importante aliviar o sofrimento da vida das pessoas”.

Fonte Secretaria de Saúde de Santa Catarina

Foto: Silviane Mannrich Ascom/SES/SC