Foto: Rodrigo Medeiros/Arquivo Clicatribuna
Foto: Rodrigo Medeiros/Arquivo Clicatribuna

A Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC) e o Departamento de Administração Prisional (Deap) já estão trabalhando há muitos meses nas readequações das unidades da região Sul, tanto que a obra do Santa Augusta iniciou nesta terça-feira, dia 1º, e foi necessário todo um planejamento para autorizações do município, licenças ambientais e liberação da Ordem de Serviço. O contrato já foi assinado com a empresa.

Serão criadas 452 novas vagas (384 coletivas; 8 Enfermaria; 8 Celas Individuais; 4 Necessidades Especiais; 48 Inclusão no Sistema), além das 260 vagas já existentes totalizando assim 712 vagas na unidade. A previsão é que as obras das novas alas carcerárias estejam concluídas até o final desse semestre para garantir a remoção rápida dos apenados.

Além das novas vagas, toda a parte velha será demolida e as novas alas carcerárias ainda terão área de saúde, cozinha, área de visita, parlatório, espaço para trabalho e educação e sala de videoaudiências. A previsão é de aproximadamente de 240 dias para a conclusão de toda a obra.

Na Penitenciária Sul o processo de contratação da empresa também está sendo concluído e até o final desse mês de setembro devem iniciar as obras de construção de 64 novas vagas.

Interdição

De acordo com o diretor do Deap (Departamento de Administração Prisional), Edemir Alexandre Camargo Neto, por enquanto os apenados serão mantidos no Santa Augusta. “Nenhum preso será retirado, eles serão apenas removidos para as novas alas carcerárias da própria unidade a medida que a obra for concluída”. Neto também garantiu que não serão medidos esforços para remover os presos e não mantê-los nas delegacias.

Novas Vagas Santa Augusta:

384 coletivas

08 Enfermaria

08 Celas Individuais

04 Necessidades Especiais

48 Inclusão no Sistema

Total de Novas vagas – 452 Vagas

260 Vagas – Já Existem

Total de Vagas – 712 Vagas

Colaboração: Denise Lacerda