O Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) está promovendo a mudança de nomenclatura das rodovias catarinenses. As modificações iniciaram no dia 1º de janeiro deste ano. Ao todo, 520 alterações serão efetuadas. O decreto foi assinado em dezembro de 2011 pelo governador Raimundo Colombo e estabelecia um prazo de dois anos para que as mudanças fossem efetuadas.
De acordo com a assessoria de comunicação do Deinfra, as alterações têm como critério o Plano Nacional de Viação (PNV). Sendo assim, as rodovias longitudinais foram enumeradas de 100 a 199, as transversais de 200 a 299, as rodovias diagonais de 300 a 399 e as rodovias de ligação maiores que 400. A capital Florianópolis não faz parte da mudança, por não apresentar características compatíveis para as alterações.
Para auxiliar os motoristas, o Deinfra disponibilizou 20 mil mapas em prefeituras, câmaras de vereadores e junto ao postos da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Veja algumas mudanças nas rodovias de Santa Catarina:
SC-413 virou SC-108: Guaramirim-Massaranbuba
SC470 virou SC-108: Gaspar-Blumenau
SC-411 virou SC-108: Gaspar-Brusque
SC-481 virou SC-108: Angelina-Major Gercino
SC-416 virou SC-110: Timbó-Rodeio
SC-439 virou SC-112: Urupema-Rio Rufino
SC-466 virou SC-155: Xanxerê a divisa com o RS
SC-468 virou SC-157: São Lourenço do Oeste a Coronel Freitas
SC-469 virou SC-159: Planalto Alegre a Caxambú do Sul
SC-459 virou AE283: Chapecó a Arvoredo
SC-466 virou SC-155: Xanxerê a divisa com o RS
SC-469 virou SC-160: Campo Erê a São Carlos
SC-459 virou AE283: Chapecó a Arvoredo
SC-459 virou SC-484: Chapecó a Guatambu
SC-461 virou SC-390: Concórdia a Alto Bela Vista
SC-461 virou SC-469: Peritiba a Alto Bela Vista
SC-462 virou SC-390: Piratuba a Peritiba
SC-479 virou AE160C: Modelo a Sul Brasil