Uma reunião hoje pela manhã (23/02) na sede da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) com o secretário adjunto de Saúde de Estado, Alexandro Fagundes, os secretários de saúde da região e representantes dos Hospitais do sul do Estado de Santa Catarina, definiu pela abertura de 10 novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital de Retaguarda do Rio Maina e a reabertura de 10 no Hospital Regional de Araranguá.

Segundo o Superintendente de Serviços Especializados e Regulação da Secretaria de Estado da Saúde, Ramon Tártari, que também participou da reunião, o Hospital do Rio Maina, ainda poderá abrir mais 10 leitos, chegando a 20 no total. No hospital de Ararangua será reativado 10 leitos, a partir do dia primeiro de março, ficando 20 leitos no total.

No Hospital São Marcos de Nova Veneza, ficou descartada a abertura de leitos de UTI, por necessidades de adequações que levariam mais tempo. Mas serão ativados mais 10 leitos de retaguarda. Depois do encontro parte da equipe esteve vistoriando o Hospital de Retaguarda do Rio Maina, onde se estuda a possibilidade de credenciamento para que o local atende pelo Estado os pacientes em recuperação da Covid-19.

Leitos COVID

Hoje a região AMREC temos no total 286 leitos clínicos para COVID-19. São 128 no Hospital São José, de Criciúma; 44 no Hospital São Roque, de Morro da Fumaça; 36 no Hospital São Donato, de Içara; 30 leitos infantil no Hospital Materno Infantil Santa Catarina, de Criciúma; 30 no Hospital Nossa Senhora da Conceição, de Urussanga; 18 no Hospital Santa Otília, de Orleans.

Já para leitos de UTI são 102 no total pelo SUS. Sendo 56 leitos de UTI geral e mais 46 COVID, divididos nos Hospitais São José (HSJ), de Criciúma.

Hospital Geral Covid Total
HSJ 30 35 65
São Donato 10 10 20
HMISC 16 1 17
Total 56 46 102