Foto: Divulgação

Um projeto de resolução aprovado na sessão ordinária de ontem, dia 13, altera o artigo do regimento interno da Casa que dispõe sobre o horário político. Com a aprovação, o espaço passa a ser dividido proporcionalmente entre os vereadores, ou seja, cada parlamentar terá cinco minutos. Os vereadores também poderão ceder espaço aos demais parlamentares, independentemente de partido.

O projeto foi apresentado em conjunto pelos parlamentares do MDB. Segundo o presidente, vereador Luciano Miotelli, o objetivo é estabelecer igualdade entre os edis.

“Estamos trazendo um processo democrático e igualitário. Não vejo prejuízo ou benefício para qualquer vereador”.

Os parlamentares Nelson Levati (PP) e Simone Goulart Massiroli (PP) votaram pela rejeição do projeto. “Esse regimento está há mais de 25 anos tramitando dessa forma e não vejo por que modificar. Não há necessidade de fazer essa mudança na Casa”, explica Levati.

Vereador pede melhorias na iluminação pública

Por meio de uma indicação, o vereador Fábio Savaris (PSDB) solicitou iluminação adequada na rua do Distrito Industrial João Sonego, no trecho onde estão instaladas as empresas. O parlamentar está preocupado com a segurança dos trabalhadores que atuam à noite.

“Nesse trecho falta fazer a rede de baixa tensão para possibilitar a instalação dessa iluminação. Conversei com a administração da Certrel e eles se dispõem a efetuar essa rede, só precisam da contribuição da prefeitura para disponibilizar o material”, explica.

Parlamentares solicitam relatório de servidores do Executivo

Um requerimento apresentado pelos vereadores Fábio Savaris (PSDB), Rodrigo Fenili (PSDB), Nelson Levati (PP) e Simone Goulart Massiroli (PP) solicita ao Executivo um relatório com todos os servidores municipais, efetivos, comissionados e contratados por tempo determinado do município.

Segundo a proposição, o relatório deve ser separado por secretaria e conter nome, emprego, remuneração, horas de trabalho mensal e a situação. Os parlamentares também querem ter acesso aos dados do Samae e da Funtrev.

Os dados solicitados são referentes aos meses de janeiro a abril deste ano. “Uma das nossas funções é fiscalizar as ações do Poder Executivo. Recebemos alguns questionamentos e com esse requerimento vamos esclarecer, responder esses questionamentos”, explica o vereador Fábio Savaris.

Zander Losso fala sobre os primeiros meses de trabalho no Legislativo

No horário político, o vereador Zander Losso (MDB) falou sobre o trabalho desenvolvido na Câmara nos três primeiros meses de legislatura. “Fiz 16 indicações e mais três requerimentos. Acho que a gente tem que tentar sempre buscar algo proveitoso e interessante para a Casa”.

O parlamentar ainda parabenizou o presidente da Câmara pela criação das comissões especiais que irão discutir a situação do cemitério e da estrada que liga Treviso a Urussanga.

Manutenção de rua é tema de horário político

As melhorias realizadas pelo Executivo na rodovia que liga Treviso a Urussanga foi o assunto abordado pelo presidente do Legislativo, vereador Luciano Miotelli (MDB).

Segundo Miotelli, foi realizada a limpeza lateral da estrada e o alargamento da pista. O vereador parabenizou a Secretaria de Obras pela execução do trabalho.

“Que esses parabéns sirvam de motivação para que esse mesmo trabalho seja realizado nos quatro cantos do município”. O próximo passo do Executivo é finalizar a manutenção da estrada e podar as árvores na via.

Vereador cobra roçada na Rodovia SC-446

O vereador Nelson Levati (PP) voltou a falar sobre a falta de roçada no perímetro urbano da Rodovia SC-446. O assunto já foi tema de uma indicação apresentada pelo parlamentar. Segundo Levati, a limpeza é necessária para melhorar a mobilidade da população.

O vereador também cobrou a manutenção de uma rua no bairro Volta Redonda. “Não tem condições de trafegabilidade com um carro de passeio”, disse.

De acordo com o vereador Reginaldo Rizzati (MDB), a estrada citada não pertence a Treviso, e sim ao município de Siderópolis.

Câmara de Treviso

Rafaela Maffioletti