O Projeto de Lei (PL) da revitalização da carreira do magistério para 2013 foi aprovado nesta terça-feira, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). O PL foi aprovado por todas as comissões antes de ser lido em plenária. O trâmite legal será finalizado com a sanção e publicação pelo governador Raimundo Colombo.

De acordo com o secretário da Educação, Eduardo Deschamps, o pagamento retroativo a janeiro será feito ainda em março. “A folha de pagamento já foi fechada e gerada, porém uma suplementar será feita para que os professores ativos e inativos recebam os valores ainda este mês. A outra parcela do reajuste será no mês de setembro”, afirma.

O reajuste entre 8% e 15% terá impacto de mais de R$ 100 milhões. Concedido pelo Governo do Estado, tem como propósito revitalizar a carreira do magistério. “Para cumprir a Lei do Piso, alguns professores receberam mais aumento salarial que outros e, com isso, a tabela salarial está compactada. Este é o início da revitalização, que irá continuar nos próximos anos”, explica Deschamps.

O secretário reitera o compromisso do Governo em retomar as negociações sobre a proposta de revitalização da carreira para 2014 e 2015. “Vamos agendar uma reunião com o Sindicato do Trabalhadores em Educação de Santa Catarina com foco nos próximos anos. Entendemos a importância da valorização do magistério e vamos trabalhar para continuar o processo de melhoria salarial dos professores catarinenses”, destaca.

Elaborado pela Secretaria da Educação, em conjunto com a Coordenadoria Executiva de Negociação e Relações de Santa Catarina, e aprovado pelas Secretarias da Fazenda, Administração e Casa Civil, o Projeto de Lei da revitalização da carreira do magistério para 2013 foi encaminhado em regime de urgência pelo governador, que deu entrada na Alesc no dia 20 de fevereiro.