O prefeito de Lauro Müller, Fabrício Kusmin Alves, ao lado de outras lideranças políticas do município, se reuniu na manhã desta quarta-feira (19) com o engenheiro do Deinfra de Criciúma, Augusto César Sônego, para discutir assuntos relacionados a construção do anel de contorno viário do município.

Atendendo convite feito por vereadores de Lauro Müller, o engenheiro responsável pela obra, esteve no canteiro de obras discutindo questões ligadas a conclusão da obra, entre elas o formato do trevo que deverá ser construído no bairro Santa Bárbara e o aumento de uma drenagem pluvial que existe no local.

Segundo o prefeito, é muito importante que essas reivindicações sejam atendidas, pois ele acredita que se agora for bem feito não será preciso alterar no futuro. “Quem está executando esta obra é Governo do Estado, mas nós estamos lutando para garantir qualidade nos serviços que estão sendo prestados, e acima de tudo segurança para os motoristas que trafegarem por essa rodovia”, disse Fabrício.

As autoridades lauromüllenses reivindicam, junto ao Governo do Estado, para que a tubulação construída no local seja estendida por mais 150 metros, solucionando assim problemas de alagamento que atormentam moradores do bairro Santa Bárbara. Porém, para realizar este serviço, seria necessário um aditivo no contrato, já que essa reivindicação custaria em torno de R$ 600 mil.

Outra questão é uma área de terra que precisa ser indenizada para construção do trevo de entroncamento das rodovias SCs 390 e 446. Segundo o engenheiro, não ouve entendimento no valor que dever ser pago e o caso deverá ser decidido na justiça.

Diante disso, o prefeito Fabrício e as demais autoridades decidiram que irão tentar marcar para as próximas semanas uma audiência com o governador Raimundo Colombo ou com o presidente do Deinfra, Paulo Meller, para discutir estes assuntos e agilizar a conclusão da obra.

Acessoria de imprensa – Prefeitura de Lauro Müller