Foto: Léo Munhoz/ND

Lages, na Serra de Santa Catarina, tem a gasolina comum mais cara do Estado, segundo levantamento da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). Os dados foram divulgados pela agência neste domingo (5).

O levantamento feito na semana de 29 de maio a 4 de junho apurou o preço dos combustíveis em 294 postos das 20 principais cidades de Santa Catarina. Em um único posto de Lages, localizado no bairro Universitário, o levantamento constatou o preço de R$7,57 no dia 2 de junho.

No mesmo estabelecimento de Lages, de acordo com o levantamento da ANP, também foi constatado o maior valor do Estado no preço na gasolina aditivada: R$ 7,77.

O segundo valor mais alto da gasolina comum foi verificado em um posto de combustíveis localizado no Centro de Concórdia, no Meio-Oeste do Estado. Lá, chega a R$ 7,55 o preço do litro do combustível. No mesmo local, o preço da gasolina aditivada é de R$ 7,69, valor também registrado em um estabelecimento de Palhoça.

O menor preço em SC
Os dados da ANP também revelam os menores preços no litro da gasolina comum encontrados em Santa Catarina: Laguna (R$ 6,59, dois postos), Xanxerê (R$ 6,65, um posto) e Criciúma (R$ 6,76, um posto).

Já em ralação a gasolina aditivada, os menores preços estão em Xanxerê (R$ 6,65, um posto), Laguna (R$ 6,69, um posto) e Criciúma (R$ 6,78, dois postos).

No Brasil
O preço da gasolina caiu pela terceira semana seguida nas bombas do Brasil, acompanhando a queda da cotação do etanol hidratado, que representa 27% da mistura vendida nos postos. Ainda assim, o preço médio permanece acima de R$ 7 por litro em 23 Estados e no Distrito Federal.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis, esta semana a gasolina foi vendida pelos postos brasileiros pelo preço médio de R$ 7,218 por litro, recuo de 0,4% em relação à semana anterior.