Moradores de um prédio no centro de Orleans registraram boletim de ocorrência informando que um homem desconhecido fora flagrado pelas câmeras de segurança de prédio residencial praticando atos obscenos no corredor e tentando ingressar em um apartamento.

Após investigações, a Polícia Civil de Orleans identificou o homem, residente na cidade de Tubarão. Apurou-se que por três dias entre abril e maio, o indiciado foi até o prédio, conseguindo ingressar em duas oportunidades, aproveitando-se da entrada ou saída de outros moradores na porta principal. Subindo ao andar das vítimas, realizou atos obscenos e urinou no local. Antes da sua intimação para interrogatório, o homem realizou um terceiro ato, ocasião em que as vítimas acionaram a Polícia Militar, que o abordou e liberou no local, após a lavratura de termo circunstanciado.

O indiciado foi interrogado e confessou os três crimes de perseguição, ato obsceno e tentativa de violação de domicílio. Somadas, as penas podem chegar a 7 anos de prisão. A motivação não foi informada pela polícia. O inquérito policial foi encaminhado ao Poder Judiciário, com pedido do delegado Fernando Guzzi para proibição de o indiciado se aproximar do centro de Orleans, sob pena de ser preso preventivamente.