Representantes de todas as turmas dos cursos técnicos do Colégio Satc participaram de uma ação com muitos significados na tarde desta terça-feira (21). O plantio de mudas de árvores frutíferas serviu para celebrar o Dia da Árvore, reforçar a importância do ensino técnico e as ações da Semana dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

“É muito bom ver nossos alunos envolvidos nessas iniciativas que vão perdurar por muitos anos”, destacou a diretora do Colégio Satc, Izes Machado Beloli. No total, foram 22 mudas frutíferas de laranjas e bergamotas plantadas na área de convivência da escola.

Mudas que Murilo de Souza Silvestre e Ian Pandini, do técnico em Eletromêcanica, gostaram de plantar. “Estamos deixando nossa marca aqui também”, comentou Ian.

A Semana ODS na prática é realizada para reforçar a participação de todos na consolidação de ações que envolvem os objetivos. O movimento, que ganha a cada dia mais força entre pessoas, empresas e organizações, além do poder público, serve para disseminar os objetivos e promover iniciativas concretas.

“Uma de nossas propostas é, junto com seus signatários, construir uma sociedade melhor, inclusiva, com um ambiente sustentável e uma economia equilibrada”, reforçou a analista ambiental Regina Freitas Fernandes, uma das responsáveis pelas ações dos ODS na Satc.

Satc é signatária dos ODS

Pensar a sustentabilidade é tarefa diária na Satc, que é signatária dos ODS. “A relação com o meio ambiente e a sustentabilidade estão na missão da Satc e, por conta disso, a instituição incorporou nos projetos e ações os objetivos do desenvolvimento. Isso ocorre tanto na área da educação, como na pesquisa e inovação”, afirmou Regina.

Acompanhando os desdobramentos que o movimento proporciona, Regina destaca a tendência internacional em torno dos ODS. Empresas e organizações estão cada vez mais conectadas a isso. “É uma exigência do mercado, principalmente para quem exporta seus produtos para os países europeus, por isso a tendência de mais empresas adotarem os ODS”, ponderou Regina.

Outra ação concreta é o recolhimento de tampinhas de garrafa pet, de lacres e de óleo usado. Quem tiver esses objetos em casa e quiser fazer o descarte correto, pode trazer na Satc que será ponto de coleta.

Assessoria de Imprensa da Satc (www.satc.edu.br)