O Papa Francisco lamentou, neste domingo (6), a invasão de tropas russas na Ucrânia. O líder da Igreja Católica afirmou que o que acontece no Leste europeu é uma guerra e não “apenas uma operação militar”. A declaração foi dita durante o discurso semanal às multidões reunidas na Praça de São Pedro, no Vaticano.

“Na Ucrânia, correm rios de sangue e lágrimas. Esta não é apenas uma operação militar, mas uma guerra que semeia morte, destruição e miséria”, afirmou Francisco.

“Nesse país martirizado, a necessidade de assistência humanitária está crescendo a cada hora”, disse o papa.

“A guerra é uma loucura, por favor, pare”, completou.

Na Rússia, é proibido se referir à invasão na Ucrânia como uma guerra. Desde a última sexta-feira (4), isso passou a ser crime, com punição de até 15 anos de prisão.