Um porta-voz da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta terça-feira (12) que a agência de saúde das Nações Unidas aguarda receber os resultados completos dos estudos clínicos do remédio contra a covid-19 desenvolvido pela farmacêutica Merck (conhecida no Brasil como MSD).

“Realmente é um progresso”, disse Christian Lindmeier em entrevista coletiva em Genebra. “Ainda esperamos ver os dados completos. Se for comprovado, então é outra arma na luta contra a pandemia da covid-19”.

A declaração foi dada um dia após a Merck ter dado entrada em um pedido de uso emergencial do medicamento molnupiravir para a agência regulatória americana FDA. O remédio seria usado no tratamento de covid leve a moderada em adultos.

Se a autorização for concedida – o que pode levar algumas semanas –, o remédio será o primeiro em formato de comprimido para tratar a doença. Todos os outros tratamentos autorizados pela FDA requerem uma injeção intravenosa.

No dia 1º de outubro, a Merck havia anunciado que seu medicamento reduziu as hospitalizações e mortes em pessoas no início da infecção com o coronavírus.

A FDA ainda vai examinar os dados da empresa sobre a segurança e eficácia do medicamento, molnupiravir, antes de tomar uma decisão.