O que não faltou na partida de ontem entre Criciúma e Internacional foi estreia. Daniel Carvalho, Pacheco e Serginho mostraram o seu trabalho pela primeira vez no Tricolor, todos tentando aproveitar a oportunidade para conseguir as vagas entre os titulares. Mas o elenco do Tigre ainda não está fechado e alguns nomes aparecem como os mais prováveis a serem os novos reforços para a Série A. Dentre os cotados estão o lateral Carlos Cesar, do Atlético-MG, e o atacante Wellington Paulista, que é do Cruzeiro e está emprestado ao West Ham, da Inglaterra.

Desde a lesão de Diego Renan, que não joga mais esse ano, a direção procura um novo reforço para a lateral direita. Além de anunciar Pacheco essa semana, o Tigre pode contratar Carlos Cesar. O diretor executivo, Cícero Souza, nega qualquer contato. O atleta vai estar na cidade na próxima semana, o que poderia acarretar no acerto final. Ele já vestiu a camisa tricolor em 2007. O Galo, no entanto, só aceita negociar após o fim da Libertadores. O Tricolor tenta reverter essa situação.

Já Wellington Paulista deve vir ainda pela negociação feita entre Criciúma e Cruzeiro pelo jogador Lucca. Porém, se for concretizada a troca, O atacante só vem no próximo mês, pois ainda está no West Ham e o contrato dele só acaba em meados de junho. Cícero citou, após o jogo de ontem, que também estava interessado no meia-atacante do Cruzeiro, Ananias, mas que perdeu a negociação. “Estamos no mercado, os atletas vão chegando, mas o elenco está praticamente fechado, mas faltam sim algumas peças. A gente não conseguiu fechar com o Ananias e estamos vendo com outro, um atleta muito interessante”, adiantou o diretor executivo, sem revelar o nome cogitado. Ananias fechou com o Palmeiras e deve se apresentar ao clube paulista essa semana. “Nós temos uma lista de nomes e tem que trazer alguém, mas vamos esperar, todos os esforços estão sendo feitos”, declarou o técnico Vadão.