Na tarde desta quarta-feira (19) o Bispo da Diocese de Criciúma emitiu uma nota oficial sobre as manifestações que estão acontecendo em todo Brasil.

Nosso país tem sido sacudido pelas inúmeras manifestações públicas que vem sendo realizadas nas capitais e principais cidades do Brasil nos últimos dias. São manifestações de caráter pacífico, sem vínculo partidário ou sindical, organizadas por cidadãos comuns que tem por único objetivo revelar sua insatisfação com a organização governamental do país.

No exercício da democracia, é importante que o povo se manifeste, que acorde da sonolência, que não delegue totalmente sua representação a quem de fato é representante e exerce um cargo público, mas que as pessoas, para além das convicções partidárias, continuem a manifestar sua vontade política e seus anseios, seja por uma governança mais limpa, por melhores condições de saúde e viabilidade urbana, por segurança pública e educação de qualidade.

Salientamos que estas manifestações não podem e não devem ser pautadas pela desordem e uso da violência, seja pelos manifestantes, seja pelos órgãos de segurança pública. Repudiamos os atos de vandalismo e depredação de patrimônio; estes são desaprováveis e incoerentes com o objetivo do manifesto, assim como a força desproporcional utilizada para neutralizar estas manifestações.

Esperamos que estas vozes que vêm das praças, das paralisações públicas, das mobilizações pelos meios de comunicações, especialmente nas redes sociais, possam ser ouvidas e compreendidas. Que sejam julgadas as reivindicações e apreciadas as motivações deste movimento que, de forma original e autêntica, tem provocado verdadeiro despertar da consciência política do povo e das massas.

Rogamos a Deus que o objetivo deste manifesto seja atingindo, que nosso povo seja ouvido por seus governantes, que nossos representantes sejam compreensíveis com os que se agitam, e que reine a paz e a misericórdia entre todos os envolvidos neste movimento.

Paz e bem a todos!

Dom Jacinto Inacio Flach

Bispo da Diocese de Criciúma