O Papa Francisco anunciou no Vaticano como novo cardeal da Igreja Católica, neste domingo, dia 29, o arcebispo de Manaus, Dom Leonardo Steiner, natural de Forquilhinha/SC. Steiner será o segundo cardeal natural da cidade e com origem na Diocese de Criciúma, o primeiro havia sido Dom Paulo Evaristo Arns.

Dom Leonardo será também o primeiro cardeal da Amazônia brasileira. Além de Dom Leonardo, o papa também nomeou o arcebispo de Brasília, Dom Paulo César. Dom Leonardo já foi duas vezes secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A cerimônia de criação dos novos cardeais está prevista para agosto. Com isso, o Brasil passará a ter nove integrantes no colégio cardinalício, sendo seis eleitores.

O novo cardeal nasceu em 6 de novembro de 1950, fez sua profissão religiosa na Ordem dos Frades Menores em 2 de agosto de 1976 e foi ordenado sacerdote em 21 de janeiro de 1978. Estudou Filosofia e Teologia nos Franciscanos de Petrópolis; é bacharel em Filosofia e Pedagogia pela Faculdade Salesiana de Lorena. Obteve a licenciatura e o doutorado em Filosofia na Pontifícia Universidade Antonianum de Roma.