Uma mulher foi indiciada pela Polícia Civil de Orleans por falsa comunicação de crime. Ela registrou um boletim de ocorrência relatando que seu celular havia sido furtado de seu veículo. Mas durante a investigação os policiais descobriram que, na verdade, ela perdeu o aparelho.

A dona do celular confessou em depoimento que realizou registro falso, comunicando crime que não existiu, porque foi informada na loja que teria direito a um novo aparelho em caso de furto, em razão do seguro contratado na hora da compra.

A Polícia Civil ainda apura se alguém estaria aconselhando pessoas a registrarem boletins de ocorrência para receberem um celular novo em caso de perda. Se verificada a participação, o responsável responderá responder pelo mesmo crime.

O delegado Fernando Guzzi adverte que, embora arrependida, a mulher responderá criminalmente pela falsa comunicação. Lembra que uma equipe policial perdeu tempo investigando o furto, procurando e analisando imagens de câmeras, entrevistando testemunhas e realizando outras diligências.