Foto: Gustavo Camargo/ Porto de São Francisco do Sul

Somando as importações e exportações, o Porto de São Francisco do Sul movimentou 902 mil toneladas de produtos no mês passado. O volume é 25% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando foram movimentadas 722 mil toneladas.
Os dados foram divulgados pela autoridade portuária.

A importação foi responsável por 551 mil toneladas, o que representa 61% das mercadorias que passaram pelo complexo portuário do Norte de Santa Catarina. Destaque para os produtos siderúrgicos, como barras e bobinas de aço, que somaram 310 mil toneladas, e fertilizantes, com 188 mil toneladas.

A carga exportada chegou a 351 mil toneladas (39% do total). A soja liderou com 175 mil de toneladas, seguido pelo milho (58 mil toneladas) e o setor de madeiras e celulose (25 mil toneladas).

“Este ano houve um crescimento expressivo na demanda pelo transporte marítimo em todo o país e estamos respondendo à altura”, explica o presidente do Porto de São Francisco, Cleverton Vieira.

“O planejamento e os investimentos em infraestrutura colaboraram para dar mais fluidez na movimentação de produtos, aumentando a competitividade de São Francisco, que tem recebido cargas de vários estados, inclusive de São Paulo”, disse, referindo-se às 20 mil toneladas de açúcar paulista que embarcaram para a África em novembro.

:: Dados gerais do Porto de São Francisco

Maior complexo portuário em movimentação de carga de Santa Catarina.
3º melhor porto em desempenho do Brasil.
4º lugar no ranking ambiental entre os 34 portos públicos brasileiros.
7º maior porto do Brasil em movimentação de carga geral.
No comparativo da carga geral entre o primeiro semestre de 2020 e 2021, enquanto o aumento na média dos portos brasileiros foi de 19%, no Porto de São Francisco foi de 77%, segundo a Agência Nacional de Transportes Aquaviários.
Sete berços de atracação de navios, numa área de 244 mil m2.