Neste mês de outubro, a Igreja Católica Apostólica Romana inicia o caminho sinodal, que culminará com o Sínodo dos Bispos em outubro de 2023. Este percurso de três anos está articulado em três fases: diocesana, continental e universal. Assim, em todo o mundo, neste domingo (17), será aberta a etapa diocesana que, na Diocese de Criciúma, foi realizada durante a missa presidida pelo bispo Dom Jacinto Inacio Flach, na Catedral São José, em Criciúma.

O Sínodo será um grande processo de escuta a toda a Igreja, como tem desejado o Papa Francisco desde o início do pontificado. Na fase diocesana, que é a da escuta, leigos e leigas, religiosos e religiosas, padres, bispos, cardeais e missionários farão um processo de discernimento sobre a sinodalidade da assembleia. Isto acontecerá em cada arquidiocese e diocese do mundo inteiro.

De acordo com o padre Jonas Emerim Velho, Coordenador Diocesano de Pastoral, é comum que os Sínodos reflitam sobre algum tema, agora temos mais uma oportunidade de poder participar desse processo. “Neste ano, o Papa nos chama a um caminho Sinodal que só terminará em outubro do ano de 2023. O Papa quer nos ouvir, quer escutar as dioceses do mundo inteiro, para nos fazer ser Igreja que realiza a comunhão e a participação para a sua missão”, afirma.

Setor de Comunicação/Diocese de Criciúma