A prefeitura de Orleans e várias entidades parceiras organizaram a Programação Cultural deste ano, em alusão aos 108 anos de emancipação político-administrativa e 137 anos de colonização.

A Diretora do Departamento de Cultura, Andréa Debiasi, explicou que diversas atividades foram promovidas à população, dentre as quais, destacaram-se inúmeras propostas dos contemplados com a Lei Aldir Blanc no município.
O Programa de Rádio Talentos Orleanenses Especial foi ao ar no dia 28 de agosto, na Rádio Cultura 87.5FM, proporcionando a apresentação de projetos desenvolvidos pelos fazedores de cultura do município.

No dia 29 de agosto, aconteceu o 1º Festival da Canção Udir Pavei (live), de responsabilidade de Marcelo Geraldo Pavei, por meio da empresa Pavesom, com apresentações de artistas locais, interpretando composições de outros músicos, bem como autorais.
Os cantores e compositores Mateus Matuxaki Estevão, Fernando Mason e Moisés Matuxaki Estevão publicaram seus projetos autorais, no dia 30 de agosto, nas redes sociais. Mateus produziu um álbum (EP) com 10 faixas de músicas inéditas; Moisés lançou 4 videoclipes e Fernando Mason desenvolveu um minidocumentário, dividido em 8 episódios, gravados em pontos culturais e turísticos do município.

Foram lançados dois livros no dia 1º setembro. O primeiro, intitulado de a “História de Minha Vida”, de autoria de Manoel Rodrigues, narra sua trajetória de vida pessoal e profissional, principalmente, na área da música. Pedro Paulo Miranda e Terezinha Debiasi Carminati publicaram o livro “Ruas de Orleans 2021”, apresentando os nomes de todas as ruas, pontes e praças atualizados, com as respectivas biografias.

Ainda, no mesmo dia, aconteceram a Serenata da Escola de Música A Arte de Tocar, com o Grupo de Violeiros, organizada pelo proponente Lismael Crozetta Ferrareis, na comunidade de Brusque do Sul e a Live Solidária em Prol do Pet Lovers, cujo responsável foi o músico Eric Cardoso de Araújo Hoffmann.

No dia 2 de setembro, Andreza Liberato da Rosa dos Santos promoveu a Roda de Conversa: Empreendendo na Terra das Colinas, para os alunos do Ensino Médio, da Escola de Educação Básica Toneza Cascaes.

O CTG Orleanense propiciou a 1ª Live Beneficente – em prol da Rede Feminina de Combate ao Câncer e Lions Clube Princesas do Conde, ocorrida no dia 3 de setembro.
Por fim, no dia 11 de setembro, o Grupo Raça Baguala ofertou a live solidária em Prol da Fundação Hospitalar Santa Otilia, no Morro da Santinha.

“Foram projetos bem diversificados, os quais, além de contribuir com as festividades do município, também fortaleceram, ainda mais, a área da cultura de Orleans”, frisou Andréa Debiasi.

Sobre a Lei
A Lei Aldir Blanc, de Emergência Cultural – Lei Federal Nº 14.017, de 29 de junho de 2020, dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública, reconhecido pelo Decreto Legislativo Federal Nº 6, de 20 de março de 2020, em função da pandemia da Covid-19.

O município de Orleans foi contemplado com o recurso no valor total de R$ 174.236,88, o qual foi distribuído entre espaços culturais e fazedores de cultura. A lista dos beneficiados está disponível no site da Prefeitura: www.pmo.sc.gov.br.