Imagem 384O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA de Lauro Müller concluiu por volta das 23h30min deste domingo (4) a apuração dos votos para eleição dos novos conselheiros tutelares do município. No total, foram registrados 1.235 votos nas três sessões distribuídas em escolas do município, sendo destes três votos brancos e seis votos nulos.

A votação teve início às 8h deste domingo e seguiu até as 17 horas. O processo de apuração aconteceu no auditório do Paço Municipal, onde estavam presentes membros do conselho, candidatos inscritos. Parte da apuração foi acompanhada pela promotora da comarca do município, Bruna Gonçalves Gomes.

De acordo com a presidente do CMDCA, Suzamara Vieira, a participação popular superou as expectativas. “Transcorreu tudo da melhor forma possível. Todo processo, desde os primeiros passos, foi realizado com muita lisura e transparência. E neste domingo, mesmo não sendo obrigatório, as pessoas saíram de suas casas e foram até os locais de votação para escolherem seus candidatos”, comemorou.

Os cinco novos conselheiros tutelares de Lauro Müller, e respectivos suplentes, para mandato até 2015 já estão definidos oficialmente. Os cinco membros serão os responsáveis por zelar pelos direitos das crianças e adolescentes de cada município, fiscalizando as entidades e interferindo onde há denúncia de violência ou maus-tratos a jovens.

Confira o resultado da votação:

1ª Leticia Maccari Goulart – Votos: 631

2ª Geison Antunes João – Votos: 347

3ª Zeni Ferreira de Oliveira – Votos: 308
4ª Jesiane Vieira – Votos: 296
5ª Carolina de Souza Locatelli – Votos: 278
6ª Dulcinéia Maria Martins Lima – Votos: 271
7ª Tegmar de Moraes – Votos: 230
8ª Thaísa Tezza Benedet – Votos: 225
9ª Deise Citadin – Votos: 176

10ª Larissa Tancredo de Aguiar – Votos: 162;

Sobre o processo

Esse é o primeiro ano em que a votação foi unificada, ou seja, todas as cidades do país elegeram seus representantes neste domingo. A mudança faz parte de uma nova lei que também definiu que as eleições ocorram sem que haja nenhuma outra consulta pública ou eleições, para justamente dar mais visibilidade à causa.
Os 1.520 conselheiros eleitos em Santa Catarina tomarão posse no dia 10 de janeiro, e ficarão nos cargos pelos próximos quatro anos. A remuneração ou não para o cargo é opcional da gestão de cada município.

O que é o Conselho Tutelar?

O Conselho Tutelar é um órgão público que atua na defesa de crianças e adolescentes brasileiros. Cada cidade tem pelo um conselho, que é formado por cinco membros da população que são escolhidos através de eleições. Eles são responsáveis por fiscalizar e investigar denúncias de abusos , maus-tratos e negligência contra crianças e adolescentes.

Em que situações as pessoas podem contatar o conselho tutelar? Como isso deve ser feito?

Todas as situações em que for percebido algum sinal de abuso, maus-tratos ou negligência com crianças e adolescentes são de competência dos conselhos tutelares. Essas denúncias podem ser contra pessoas, empresas ou até órgãos. Por exemplo, inúmeras faltas sem justificativa a escola, trabalho infantil ou suspeitas de abusos (tanto sexual quanto psicológico) devem ser encaminhados para investigação do órgão.

As denúncias podem ser feitas através do Disque 100, ou pelo telefone direto de cada conselho tutelar. Todas as 295 cidades catarinenses possuem um, e os telefones podem ser conferidos nos sites das prefeituras.

Ascom/Prefeitura de Lauro Müller