A justiça determinou, nesta sexta-feira, que o conteúdo publicado em rede social relatando que havia sido aplicada uma vacina contra a covid-19 com a seringa vazia, em Tubarão, deve ser removido dentro de 24 horas, sob pena de multa diária de R$ 500. A ação foi movida pela própria profissional de saúde que aplicou a dose, alvo da notícia falsa.

No dia 20 de abril, a Fundação Municipal da Saúde (FMS) divulgou uma nota técnica esclarecendo o acontecimento. A FMS explicou que a profissional agiu de forma correta e dentro dos padrões de segurança esperados. Ela trocou uma seringa que continha uma dosagem menor do que a correta por uma seringa com a quantidade certa da vacina para a correta aplicação.

Na decisão judicial ainda foi afirmado que a remoção da publicação se faz necessária tendo em vista a importância da credibilidade do trabalho da profissional na atual situação de crise global.

Fonte: Diário do Sul