O silêncio da noite de quarta-feira, nas proximidades da Catedral de Tubarão, foi rompido por 16 tiros de pistola 9 milímetros. O alvo foi um jovem de 24 anos, que foi atingido por sete dos disparos. Ele saía de um curso de batismo quando foi atacado por dois homens armados.

Aos ouvir os estampidos, populares começaram a ligar para a Polícia Militar a partir das 22h10. Ao chegar no local, o jovem foi encontrado baleado dentro do próprio carro, um Astra, na rua 27 de Maio.

“Ele estava saindo de um curso de batismo e embarcou no veículo na rua Senador Richard, na altura da Rádio Tubá. Ao ser surpreendido pelos autores, tentou fugir e foram efetuados os 16 tiros, sendo que sete atingiram o rapaz. Logo depois que o automóvel parou, os atiradores sumiram”, comenta um policial.
No curso de batismo também estavam a companheira da vítima, o filho do casal, que é um bebê, mais a irmã dele. “As duas estavam seguindo em direção ao veículo quando os tiros começaram. Elas voltaram e se protegeram na porta da rádio, apavoradas e sem poder prestar socorro”, acrescenta o policial.

O jovem foi socorrido com vida e encaminhado ao Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC). Ontem à tarde, o quadro dele era considerado instável e o paciente permanecia no Centro de Terapia Intensiva (CTI). Esta não foi a primeira vez neste ano que ele havia sofrido uma tentativa de homicídio. A principal suspeita é de uma rixa com integrantes de uma facção criminosa.

O rapaz já tinha passagens pela polícia por furto e adulteração de veículos. O carro dele passou por uma varredura ontem à tarde, em frente à Divisão de Investigação Criminal (DIC), feita pelo Instituto Geral de Perícias (IGP).

Fonte: Diário do Sul