Entre vestidos brancos de noiva e roupas para festa, uma tragédia foi registrada ontem, em Laguna. No fim da tarde, um homem invadiu uma loja de aluguel de trajes, atirou contra a ex-mulher e o atual companheiro dela. Após os tiros, o acusado tirou a própria vida com uma pistola calibre 380.

A tranquilidade da tarde fria e de tempo cinzento foi interrompida com os primeiros tiros, pouco depois das 17h. Ao correr para ver o que estava acontecendo, populares encontraram o casal de proprietários da Casas das Noivas, no bairro Portinho, e mais um homem, caídos dentro da loja.

As polícias Civil e Militar foram acionadas, mas apenas a mulher foi encontrada com vida. Saionara das Graças Perônio, de 53 anos, foi socorrida em estado grave e encaminhada ao hospital do município. O atual companheiro, Marcos Rogério Gonçalves, de 49 anos, morreu na hora e o corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Laguna. O acusado, Velarnir Elói Perônio, de aproximadamente 60 anos, também morreu no local.

“O ex-marido invadiu a loja com uma pistola 380, atirou na ex-mulher e no atual companheiro dela. Depois, cometeu o suicídio, ainda no local. Encontramos em uma bolsa diversos medicamentos para depressão e um bilhete em que ele dizia que não conseguiu vencer o problema, além de se despedir dos familiares. Agora, vamos investigar a motivação e só depois poderemos dizer se foi um crime passional”, explica o delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC), Rubem Thomé.

Esta não teria sido a primeira vez que ele viajou 300 quilômetros para ameaçar a ex-companheira. Mesmo com toda a distância, o acusado não desistiu de cometer o crime. Ele morava em Porto Alegre.