A greve de policiais civis em Santa Catarina pegou lauromulenses de surpresa na manhã desta segunda-feira. Quem procurou serviços como emissão de carteira de motorista, documento de identidade ou inspeção veicular pela manhã, encontrou as portas fechadas e servidores paralisados.

No setor de trânsito os trabalhos de emissão de documentos estão paralisados, a emissão de documentos como carteira de identidade e outros também parou na manha desta segunda-feira.

Segundo o comissário Mario Lucio Fernandes, da Policia Civil de Lauro Müller, eles aguardam pelo comando de greve para saber de que maneira irão proceder com o atendimento ao publico, a principio somente situações de flagrante estão sendo atendidos (homicídio, tentativa de homicídio, assalto e estupro).

Reivindicações

Segundo o sindicato, os policiais não aceitaram a última proposta feita pelo governo, de pagar um subsídio salarial em três parcelas até dezembro de 2015, já que o reajuste deste ano, previsto para janeiro, ainda não foi pago. O sindicato promete greve por tempo indeterminado.