A informação sobre uma possível nova paralisação dos caminhoneiros está circulando nas redes sociais e nos aplicativos de mensagens e é tratada como fake news (notícia falsa). Nesta sexta-feira (1º), a Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina (Fetrancesc) emitiu uma nota para desmentir a informação. O governo federal também descarta a possibilidade de nova greve.

Na paralisação que se encerrou na quinta-feira, 30 de maio, os caminhoneiros tiveram suas principais reivindicações atendidas após 11 dias de greve. O boato de que a categoria organizaria uma nova paralisação ganhou força a partir do compartilhamento de mensagens pelo Whatsapp.

Por meio da assessoria de imprensa, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse que determinou que a Polícia Federal (PF) apure os objetivos de quem espalhou o boato. A investigação ocorrerá no âmbito dos inquéritos já instaurados para apurar a paralisação e a suspeita de envolvimento de empresários na condução dos protestos que, inicialmente, tinham como motivação a alta do preço dos combustíveis, mas logo incorporaram outras demandas à pauta de reivindicações.

Confira a nota:

Diante do compartilhamento de diversas mensagens de Whatsapp sobre uma possível nova paralisação do Transporte Rodoviário de Cargas no próximo domingo, 3 de junho, a Fetrancesc esclarece que a informação se trata de uma Fake News.

Reiteramos que já houve confirmação por parte do Ministério dos Transportes de que o trabalho dos grupos de segurança continuam presentes para evitar novos bloqueios. E que a Polícia Rodoviária Federal de SC assegura se tratar de uma notícia falsa.

Também orientamos para que tenham cuidado com o compartilhamento destas notícias, pois, além de disseminarem uma informação não verídica, dão credibilidade a mal-intencionados que incitam a desordem.

Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina (Fetrancesc)