Foto: Ricardo Artifon/CAC

A Federação Catarinense de Futebol (FCF) anunciou na noite de quinta-feira (29) a suspensão do jogo de ida entre Marcílio Dias e Chapecoense pela semifinal do Campeonato Catarinense. O motivo é uma suposta irregularidade no Hercílio Luz, que será julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SC). Em caso de punição do time de Tubarão, o Figueirense pode retornar ao campeonato.

“A FCF tomou conhecimento que o Hercílio teria um atleta irregular no jogo contra o Brusque. Comunicamos a Justiça, que ofereceu denúncia contra o Hercílio. O que pode ocorrer é o Hercílio perder três pontos, o que alteraria a classificação da primeira fase, e mudaria o jogo de quartas de final. Seria Figueirense contra a Chapecoense”, pontua o procurador jurídico da FCF, Rodrigo Capela.

O Tribunal de Justiça Desportiva irá julgar o Hercílio Luz na terça-feira (4), às 19h. A denúncia da Federação Catarinense de Futebol aponta irregularidade na atuação do jogador Alisson, na nona rodada, em derrota contra o Brusque. A possível punição é de três pontos, o que faria o time perder duas posições, uma delas para o Figueirense, que teria direito à participação nas quartas de final.

Confira o comunicado da FCF

A partida de ida da semifinal do Campeonato Catarinense da Série A 2021 entre Marcílio Dias e Chapecoense está suspensa. O motivo é a denúncia da Procuradoria da Justiça Desportiva do Futebol de Santa Catarina e despacho do presidente do Tribunal da Justiça Desportiva do Futebol de Santa Catarina, Dr. Rodrigo Titerics, referente ao processo nº 42/2021.

O atleta Alisson Machado Moreira, do Hercílio Luz, não tinha condições legais para atuar na partida entre Brusque e Hercílio Luz, ocorrida no último dia 10. O jogador foi condenado no dia 06 de abril com uma partida de suspensão em virtude de julgamento do processo 014/2021

O referido atleta atuou no jogo Hercílio Luz e Próspera, no dia 20 de dezembro de 2020, final do Campeonato Catarinense da Série B. Como era a final daquela competição, Alisson não cumpriu a suspensão automática.

O julgamento da denúncia está marcado para terça-feira (04/05), às 19 horas, de forma on-line.