O governador Carlos Moisés encerrou o seu roteiro de três dias pelo Oeste na tarde deste sábado, 25, com um saldo de aproximadamente R$ 710 milhões em investimentos e entregas para 81 municípios da região. O valor é destinado para infraestrutura, saúde, energia elétrica, agricultura, educação especial, combate à estiagem, além de repasses diretos para as prefeituras. O chefe do Executivo estadual rodou por 12 cidades de médio e pequeno porte e destacou que os investimentos do Governo do Estado ocorrem independentemente do tamanho ou local do município.

“Estamos investindo em todas as regiões catarinenses, sem distinção. São aportes históricos. Temos um jeito municipalista de governar e isso ficou claro nesse nosso roteiro aqui pelo Grande Oeste. Os investimentos ocorrem em todas as cidades, não importa o seu tamanho. Vale lembra que tudo isso só está sendo possível, pois o Governo do Estado fez o seu dever de casa, diminuindo o tamanho da máquina, cortando custos e aumentando a sua eficiência. Estamos devolvendo à sociedade o que lhe é de direito”, afirma o governador.

::: Confira imagens da agenda no flickr do Governo do Estado

Eleita como prioridade número um desde a posse de Carlos Moisés, a infraestrutura recebeu especial atenção durante o roteiro pelo Oeste. Importantes obras foram anunciadas e outras já começam a sair do papel. É o caso da SC-350, entre Abelardo Luz e Passos Maia. O governador assinou a ordem de serviço para a pavimentação do trecho, de aproximadamente 45 quilômetros, a um custo de R$ 139 milhões. Também foi autorizada a licitação da Rodovia da Integração (SC-154), entre Faxinal dos Guedes e Ipumirim, que terá um custo de aproximadamente R$ 119 milhões.

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Augusto Vieira, as obras de pavimentação estão sendo priorizadas na atual gestão por conta de seu poder de desenvolvimento das regiões: “Quando nós levamos o asfalto para uma localidade, nós levamos junto um leque de novas possibilidades. A pavimentação não traz apenas mais segurança e qualidade de vida para aquela população, mas também o desenvolvimento econômico, pois se cria um corredor logístico, que atrai novas empresas e diminui o custo daquelas que já atuam na região”.

O Governo do Estado também fará investimentos nas SCs 155, 156, 390, 473 e 484, cujas obras estão orçadas em aproximadamente R$ 17 milhões, além da restauração da SC-160, que receberá pavimento de concreto a um custo de cerca de R$ 40 milhões. Outro importante investimento anunciado foi a pavimentação da SC-492, entre São Miguel da Boa Vista a Romelândia, orçada em R$ 35 milhões.

Repasses diretos aos municípios

O roteiro do governador Carlos Moisés no Oeste incluiu o repasse de quase R$ 175 milhões diretamente para os municípios da região. Segundo o chefe da Casa Civil, Eron Giordani, as parcerias com as prefeituras representam, na prática, o caráter municipalista da atual gestão. “O dinheiro precisa estar na ponta, mais perto do cidadão. Com essa visão, estamos fazendo repasses históricos para as prefeituras de Santa Catarina. São investimentos que farão a diferença na vida das pessoas”, diz.Os valores serão usados em áreas como infraestrutura, educação, saúde, saneamento e agricultura.

Outra importante ação do Governo do Estado foi a garantia do repasse de R$ 100 milhões para o combate à estiagem até o fim deste ano. A iniciativa faz parte do programa SC Mais Solo e Água. Houve ainda repasses de aproximadamente R$ 40 milhões para a educação especial, saúde, recuperação de estradas estaduais, saneamento (por meio da Casan) e créditos empresariais, por meio do BRDE. O último ato de Carlos Moisés no Oeste foi em Faxinal dos Guedes, onde ocorreu a inauguração da ampliação de uma usina hidrelétrica, com investimento da Celesc de aproximadamente R$ 40 milhões.