Quando uma mulher descobre que está grávida, uma de suas maiores dúvidas passa a ser o sexo do bebê. O exame do ultrassom revela se é menino ou menina a partir da 13ª de gravidez, mas é possível matar a curiosidade antes. O exame de sexagem fetal pode ser feito a partir da 8ª semana de gestação e a sensibilidade do método é de 90% de chance de acerto.

A bioquímica do Laboratório Búrigo, Karina Cancelier Praessler, explica que este exame não apresenta riscos, uma vez que é feito a partir da coleta de sangue. A técnica detecta o cromossomo Y (presente apenas em homens) no sangue colhido. Se houver o cromossomo, é menino. Caso contrário, é uma menina. “Quando uma mulher está grávida, o sangue do bebê se mistura com o da mãe. Por isso é possível saber o sexo do feto apenas coletando o sangue da mãe”, afirma Karina.

Não é indicado, no entanto, realizar este exame antes da 8ª semana de gestação, pois existe o risco de o sangue do bebê ainda não ter se misturado com o da mãe. “Com isso, poderíamos ter um resultado falso”, pontua Karina.

Para que o resultado seja preciso, o processo deve ser realizado apenas por mulheres, desde a coleta, até a análise do sangue. “Qualquer homem que toque em alguma amostra, ou em algum equipamento, pode transmitir o cromossomo Y para o local, e isso prejudicaria o resultado pelo risco de contaminação da amostra”, avalia a bioquímica.

A sexagem fetal não apresenta riscos e pode ser feito em qualquer hora do dia, sem ser necessário o jejum. A única contra indicação é o caso de mulheres que foram transplantadas ou que receberam transfusão de sangue recentemente. “Pode ser que o cromossomo Y venha do doador, e aí não seria possível diferenciar o sexo do bebê”, comenta Karina.

Em casos de a gestação ser gemelar, ou seja, em caso de bebês gêmeos, o teste é preciso apenas se os dois forem univitelinos – que dividem a mesma placenta. Neste caso, explica Karina, os dois terão o mesmo sexo. No caso de ser uma gestação bivitelina, será possível saber o sexo apenas de um dos bebês.

No Laboratório Búrigo, a sexagem fetal pode ser feita em qualquer das 14 unidades do Sul de Santa Catarina. É necessário, porém, antes de realizar o teste, assinar um termo de consentimento e preencher um formulário com questões referentes à gravidez. Recentemente, o valor do exame baixou 40% no laboratório. Mais informações pelo telefone 3437-3131.

Colaboração: Amanda Garcia Ludwig