A perda da função renal pode acarretar sérios riscos à saúde. Atualmente, quase 10 milhões de brasileiros têm alguma disfunção renal e mais de um milhão de pacientes no mundo estão em programa de diálise, segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia.

A hipertensão arterial (35,2%) e o diabetes (27,5%) são as principais causas desta doença. Estima-se que existam no Brasil 35 milhões de hipertensos e 7 milhões de diabéticos.

— Essas doenças podem levar o paciente à perda da função dos rins e, consequentemente, a diminuição da capacidade de filtração das impurezas do nosso organismo — explica o médico Hercílio Alexandre da Luz Filho, presidente da Fundação Pró-Rim.

Segundo Filho, uma das principais medidas preventivas de combate à disfunção renal em portadores de diabetes e hipertensão é o controle do nível de açúcar no sangue e pressão arterial, além do colesterol e triglicerídeos nos níveis desejados.

A realização de exames de urina, glicemia e de creatinina também são importantes. Excluir o fumo, mudanças de hábitos como combater a obesidade, atividades físicas e uma dieta saudável também são essenciais para a saúde e longevidade.

— Diabéticos e hipertensos com suspeita de doença renal devem consultar um nefrologista. O profissional pode indicar medicamentos que visam retardar a lesão renal, bem como ajustar a dose dos remédios e também evitar aqueles que poderiam prejudicar a função renal — complementa o especialista.

Dia Mundial do Rim
O Dia Mundial do Rim é celebrado dia 14 de março. Este ano a principal mensagem da comunidade cientifica especializada é atentar a população sobre as questões relacionadas à Doença Renal Crônica (DRC) e educar sobre como se prevenir desta epidemia silenciosa.

— A doença renal crônica é considerada um problema de saúde pública. Na última década, houve um aumento de mais de 100% no número de pacientes nas clínicas de diálise. Nosso propósito é mostrar à população que com hábitos saudáveis e realização dos devidos exames é possível se prevenir — finaliza o médico.

Cuidados com a saúde do rim

— Mantenha a pressão arterial abaixo de 140/90
— Se você é diabético, controle o açúcar no sangue
— Obesidade e sobrepeso agridem os rins
— Não use remédios sem orientação médica
— Fumar pode ser danoso para os rins
— Consulte regularmente o seu médico
— Avalie o funcionamento dos seus rins. Creatinina e exame de urina darão o diagnóstico.
— Faça atividade física e reduza o consumo de sal na comida
— Beba em média dois litros de água por dia

Fonte: Fundação Pró-Rim

Números da doença

— 10 milhões de pessoas têm disfunção renal
— 50/100.000 habitantes é a prevalência da doença no país
— 100 mil brasileiros em diálise
— 70% dos pacientes em diálise descobrem a doença tardiamente
— 2 bilhões de reais são gastos em tratamentos
— 17% é a taxa de mortalidade de pacientes em diálise
— 50% é a taxa de mortalidade de IRA
— 1 em cada 6 hipertensos terá doença renal
— Nefrite é a terceira causa de diálise no Brasil
— 8,8% foi o percentual de crescimento de transplante renal em 2012

Fonte: Censo Sociedade Brasileira de Nefrologia