Entre 2019 e 2021 foram desmatados 3.736 hectares em Santa Catarina, equivalendo a cerca de 5 mil campos de futebol. Durante o período foram gerados um total de 868 alertas de desmatamentos no Estado, sendo que 384 foram somente no último ano. O aumento em relação aos dados de 2019 foi de 195%.

Os dados constam no Relatório Anual do Desmatamento no Brasil, realizado pelo Projeto de Mapeamento Anual do Uso e Cobertura da Terra no Brasil (MapBiomas). Conforme o estudo, a agricultura e a expansão urbana foram os principais motivos para a degradação.

Nos últimos três anos, o Estado viu os números de alerta de desmatamento subirem 195%. Enquanto em 2019 foram registrados 130, em 2021 o número chegou a 384 alertas. Em 2020 o número já estava em 354.

Situação no Brasil

O estudo traz um panorama no Brasil, sendo que “o tamanho médio dos desmatamentos em 2021 foi de 23,7 ha, um aumento de 27,8% em relação aos 18,6 ha, em média, verificados em 2020”.

A pesquisa apontou que entre os estados brasileiros, Pará lidera o ranking do desmatamento com 24,31% da área desmatada no país. Na sequência aparece Amazonas, com 11,75%.

No entanto, entre os estados e o Distrito Federal, o crescimento da área desmatada ocorreu em apenas 20. Tocantins e Roraima se mantiveram estáveis. Já em Santa Catarina e outros quatro houve queda.

Pelo relatório, desmatamento é qualquer supressão de vegetação nativa, abrangendo, além de florestas, também campos e savanas.

Com informações do ND+