O desembargador João Henrique Bla​si será o próximo presidente do Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) no biênio 2022/2024. Ele foi eleito em sessão do Pleno do Tribunal de Justiça na tarde desta quarta-feira (1/12), com 56 votos recebidos contra 34 votos conquistados pela desembargadora Soraya Nunes Lins. A gestão do novo presidente terá início em 1º de fevereiro de 2022. Participaram da sessão e estavam aptos a votar 90 desembargadores.

Em suas primeiras palavras como presidente eleito, o desembargador João Henrique Blasi observou que a eleição para o corpo diretivo engrandece o Tribunal de Justiça catarinense. “Quero cumprimentar a todos que participaram deste pleito pela forma altiva e altaneira como ele transcorreu, com absoluta retidão. Um debate no campo das ideias e que, com certeza, ganhamos todos nós, que temos a honra e a ventura de participar, compor e de fazer o Poder Judiciário de Santa Catarina. Uma eleição como esta, repito, fixada no âmbito das ideias é muito mais importante do que, quiçá, uma forçada unanimidade. Porque do embate surgem ideias e das ideias a possibilidade de colocá-las em prática”, manifestou.

O momento, continuou Blasi, é de se estabelecer uma atmosfera de unidade no Judiciário catarinense. A futura gestão, reforçou, terá sua dedicação total para valorizar ainda mais a reputação da instituição. O presidente eleito lembrou de programas de alto alcance social, como o Lar Legal, o programa de prevenção à violência doméstica da Cevid, além do Novos Caminhos, se comprometendo a aprimorá-los.

“Quero agradecer a desembargadora Soraya Nunes Lins pela lealdade como transcorreu nosso pleito e reafirmar os propósitos que assumimos. De investir, sobretudo, na nossa função maior, na nossa atividade finalística, que é fazer Justiça. Vamos procurar fazer com que isto continue indo à frente, numa atuação com eficiência, eficácia e efetividade”, reforçou.

Na oportunidade, o presidente Ricardo Roesler cumprimentou aqueles que integrarão a próxima administração. “Desejo a todos os eleitos uma excelente gestão, digna da competência do Judiciário catarinense, digna das nossas maiores e melhores tradições. Sucesso a todos”, manifestou.

Novos dirigentes

A eleição para os demais cargos definiu o seguinte corpo diretivo:

Desembargador Altamiro de Oliveira (1º Vice-Presidente, 49 votos)

Desembargadora Denise Volpato (Corregedora-Geral Judicial, 54 votos)

Desembargador Getúlio Corrêa (2º Vice-Presidente, 53 votos)

Desembargador Gerson Cherem II (3º Vice-Presidente, 46 votos)

Desembargador Rubens Schulz (Corregedor-Geral Extrajudicial, 50 votos)

Presidente – Desembargador João Henrique Blasi

Atual 1º vice-presidente do Judiciário catarinense, o desembargador João Henrique Blasi é natural de Florianópolis, bacharel em Administração de Empresas pela ESAG/Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC e bacharel em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, assim como especialista em nível de Mestrado em Direito Público também pela UFSC.

Foi advogado militante, conselheiro seccional e federal da Ordem dos Advogados do Brasil, exerceu os cargos de secretário de Estado da Justiça e de Secretário de Estado da Segurança Pública, bem como foi eleito deputado estadual para quatro mandatos.

Em 2007 tomou posse no cargo de desembargador, judicando inicialmente na 4ª Câmara de Direito Comercial e, na sequência, na Segunda Câmara de Direito Público, da qual foi presidente, assim como presidiu o Grupo de Câmaras de Direito Público.