O Coordenador Regional da Defesa Civil catarinense, Rosinei da Silveira, conheceu na quarta-feira (10) as ações do Plano de Contingência da Política de Assistência Social do município de Lauro Müller. O plano é desenvolvido para atuação na situação de emergência em saúde pública durante a pandemia de Covid-19. O Coordenador veio colher informações do plano para apresentar ao Governo do Estado, depois da repercussão positiva regionalmente.

A visita cobriu as 12 ações realizadas pela Secretaria de Assistência Social, entre elas a Corrente do Bem, a adoção do atendimento aos Benefícios de Prestação Continuada (BPC) pelo Cras depois do fechamento da agência do INSS no município, a continuidade do projeto Lauro Müsic, entre outros. O Coordenador pode acompanhar os trabalhos de organização dos alimentos e kits de higiene que a secretaria está montando para distribuição a famílias e idosos em situação de vulnerabilidade social.

Entre os pontos visitados estavam o serviço de produção de máscaras, artigos de exercícios físicos para idosos e roupas feito no Centro Comunitário do Cairú, os trabalhos no Cras e uma visitação a idosos do programa Corrente do Bem. Para o Coordenador, Lauro Müller está dando um novo significado para a vida em confinamento, por conta da pandemia. “É um atendimento diferenciado, voltado para dar novo significado para a vida em isolamento domiciliar. Um trabalho feito com calor humano, aproximando as pessoas nesse momento em que todos enfrentamos a pandemia”, afirma Silveira.

O Coordenador estava acompanhado da Secretária de Assistência Social, Rubia Regina da Silva, do Coordenador Municipal de Proteção e Defesa Civil, Rafael Bonoti, da Coordenadora do Cras, Nivalda Fontanela Silvestre e por toda a equipe que atua para execução do plano de contingências.

O Plano de Contingências da Política de Assistência Social vai durar durante o período de emergência causado pela pandemia de coronavírus, que abrange o tempo necessário para ações que venham mitigar os impactos da crise gerada pela doença, até o retorno na normalidade. O documento segue as orientações dos decretos do Governo do Estado, do Município, além das orientações nacional, em especial, emitidas pelo Ministério da Cidadania. A Assistência Social tem o status de serviços essenciais tal como a saúde, regulamentado por portaria do Governo Federal.

O plano foi desenvolvido pela secretaria com apoio da Assessoria Jurídica, discutido no Comitê da Crise Política de Assistência Social.