W3.CSS

Município de Gravatal está acompanhando o caso da Comunidade Terapêutica interditada no dia 24 de maio pelo Ministério Público de SC. A mesma estava instalada na comunidade do Indaial que marca o limite municipal entre Pescaria Brava, Gravatal e Capivari de Baixo. A pedido da Promotoria de Justiça da Comarca de Armazém, as Secretarias de Saúde e de Assistência Social atuam no suporte dos internados que ali estavam até a sua realocação. O Município de Gravatal não possuía nenhum tipo de vínculo ou convênio com a Comunidade Terapêutica. Bem como, os documentos de abertura do estabelecimento não foram expedidos pela Prefeitura Municipal. As irregularidades seguem sendo investigadas pelo Ministério Público de Santa Catarina.

Por: Comunicação Social/PMG

Foto: divulgação