W3.CSS

Levar o debate sobre a necessidade de gestão dos recursos hídricos cada vez mais longe é pauta constante do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão, Complexo Lagunar e Bacias Contíguas. Por conta disso, com o intuito de engajar as lideranças municipais de Orleans na defesa do tema, a diretoria do órgão participou de um encontro com autoridades nesta quarta-feira, 02, na Câmara de Vereadores. Na ocasião, a atual situação da bacia foi apresentada, assim como os desafios e a necessidade de união de forças em prol do assunto.
Dando continuidade à iniciativa do Comitê Tubarão, que prevê diversas visitas a representantes políticos que atuam dentro do território da bacia, esta foi a terceira cidade em que o órgão pôde evidenciar o seu papel, e chamar os municípios a participarem do processo de gestão da água. “A conversa foi muito boa, Orleans nos recebeu bem e percebemos que grande parte das sugestões que trouxemos já são pauta na cidade. Com o encontro, demos impulsionamento nas ideias e acredito que vamos ter excelentes resultados no sentido de implementar ações que possam de fato reverter a situação dos recursos hídricos na bacia”, avalia o presidente do Comitê Tubarão e Complexo Lagunar, Woimer José Back.
Marcaram presença no evento e contribuíram com os debates, importantes lideranças públicas, como o prefeito de Orleans, Jorge Koch; o vice-prefeito, Mario Coan; a presidente da Câmara de Vereadores, Marlise Zomer; o secretário executivo do Comitê Tubarão e Complexo Lagunar, Patrício Fileti; e diversos outros vereadores e secretários municipais.

Situação hídrica
Além da diretoria do Comitê do rio Tubarão e Complexo Lagunar, a equipe do ProFor Águas Unesc – que presta suporte técnico ao Comitê – também fez o uso da palavra do evento. O coordenador geral do projeto, prof. Carlyle Torres Bezerra de Menezes, explanou sobre a atual situação da Região Hidrográfica, bastante crítica em termos de quantidade e qualidade da água.
“Orleans tem uma característica importante, pois está muito próximo dos principais afluentes que formam o Rio Tubarão. É uma região que, estrategicamente, apesar de registrar determinadas cargas poluidoras vindas dos passivos da mineração de carvão, possui uma grande quantidade de áreas preservadas, que garantem a qualidade da água no município. Este momento foi uma oportunidade muito boa de estreitar a aproximação com os representantes da sociedade, no sentido de apresentar a proposta deste novo modelo de gestão e governança das águas, em uma perspectiva de sustentabilidade socioeconômica e ambiental. A Unesc, enquanto Entidade Executiva, é parceira das instituições do município, na busca do fortalecimento do papel dos comitês de bacia enquanto parlamento das águas”, ressalta Menezes.

Mobilização política
O prefeito de Orleans concordou que o município precisa estar à frente das ações em prol das águas, juntamente com o Comitê. “Um trabalho para prevenir e mitigar os prejuízos que a sociedade causa diariamente ao meio ambiente e à bacia hidrográfica. Nós estamos preocupados, porque toda a nossa bacia está em estado crítico, e a única maneira de reverter e melhorar são com ações preventivas e trabalhando junto com o Comitê. É dessa maneira que a gente vai socializar, aprender, levar conhecimento e fazer troca de informações, fazendo a nossa parte”, completa.
Desta forma, os presentes também puderam compreender um pouco mais sobre ações que corroboram para a conservação, revitalização e prevenção ambiental.

 

Por: Francine Ferreira/comunicação