A comarca de Criciúma promove nesta quinta-feira (20/1) sua primeira sessão do Tribunal do Júri de 2022. O caso a ser julgado será de um homicídio duplamente qualificado praticado por um homem contra seu ex-cunhado. Segundo a denúncia, o crime aconteceu na madrugada de 1º de janeiro de 2019, no bairro Bosque do Repouso, cidade-sede da comarca.

O réu teria chegado na residência da vítima alterado e passou a discutir com sua ex-companheira, mas foi advertido para que resolvessem suas questões, pois o ex-cunhado não queria se envolver no desentendimento do casal. O denunciado, acreditando que a vítima defendia e acobertava a irmã, desferiu uma facada no ombro, cuja lesão acarretou a sua morte. O homem será julgado, perante o Conselho de Sentença, por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa do ofendido, que foi surpreendido com a facada.

Já em 3/2, oito réus serão julgados por homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe e com recurso que impossibilitou a defesa da vítima, além dos crimes de destruição de cadáver e corrupção de menores. O crime aconteceu em maio de 2018, quando um homem foi atingido com um tiro na cabeça e teve o corpo queimado dentro de um veículo. O processo tramita em segredo de justiça.