Foto: Hiago Simiano
Foto: Hiago Simiano

Pelo menos dezesseis cidades catarinenses registraram chuva de granizo na tarde desta quarta-feira. Há relatos de queda de pedras de gelo em Bom Retiro, Alfredo Wagner, Urubici, Rio Rufino, Maracajá, Forquilhinha, Tubarão, Criciúma, Siderópolis, Morro Grande, Jacinto Machado, Sombrio, Itaiópolis, Blumenau, Palhoça e Florianópolis.

Em Bom Retiro, na Serra, o fenômeno aconteceu por volta das 14h20min. A chuva atingiu principalmente as localidades de Campo Novo do Sul e Paraíso da Serra.

— Recebemos informação de que algumas residências foram atingidas, com danos a telhados — diz o coordenador da Defesa Civil de Bom Retiro, Cristiano Menegaz, que acrescentou que não foram acionados para nenhuma ocorrência.

Também teriam sido atingidas lavouras de maçã, cebola e pera do município. Já em Jacinto Machado, no Sul do Estado, há registro de ruas alagadas, de acordo com coordenador regional da Defesa Civil no Extremo Sul, Sebastião Antônio de Souza.

Na Capital, houve registro de granizo em algumas regiões do Sul da Ilha, como Ribeirão da Ilha e praia da Armação. Alguns telhados foram danificados. Em Blumenau, o fenômeno também foi registrado, mas em pequena quantidade, sem registro de danos.

Luiz Falcão Maganin, coordenador regional da defesa civil em Lages, afirma que até às 16h30min o único registro de chuva de granizo na região havia sido em Bom Retiro e que ainda não havia informação de danos. Porém, acrescenta que em Lages, principalmente, houve movimentação dos moradores para escapar do risco de chuva de granizo e que alertas em redes sociais fizeram com que diretores de escolas liberassem alunos em função da possibilidade de temporal. A precaução também pode ter sido influenciada pela chuva de granizo registrada em outubro de 2014 no município serrano, que provocou sérios danos à cidade.

Em Alfredo Wagner, na Grande Florianópolis, por volta das 16h, a equipe de reportagem do Diário Catarinense flagrou uma chuva de granizo na rodovia.

A meteorologista Bianca Pereira de Souza, do Grupo RBS, informa que o ar frio do fim de semana baixou as temperaturas da atmosfera. Somado ao calor em superfície que fez ao longo da tarde desta quarta, além dos temporais isolados com granizo, há a possibilidade de rajadas de vento forte. Essa condição é mais favorável na Serra e na região Sul do Estado, onde as instabilidades são mais intensas.