As agroindústrias da região do Consórcio Intermunicipal Multifinálitario da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (CIM-AMREC) estão recebendo esta semana a Consultora do Ministério da Agricultura. Esse é o terceiro encontrou com os empresários da região (dois presenciais e um virtual) para orientação aos serviços de inspeção para que o Consórcio possa pedir o selo do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI).

Conforme a consultora, Loiane Mayra de Souza, muitas mudanças solicitadas já foram executadas. “Boa parte do que foi colocado no plano de ação, pôde-se perceber que os empresários já procuraram a melhor forma de resolver. Cerca de 70%, faltando o que as exigências que demandam de mais investimento e as que não tem grande influência na segurança do produto”, observou a Consultora.

A visita desta terça-feira (15/06) foi em uma agroindústria de ovos do município de Içara, que hoje produz cerca de 3.300 ovos por dia de média. Conforme os empresários Fabiano José Bortolatto e Simone Guollo Bortolatto, a intenção é expandir a produção com o selo, que já poderão atender outras regiões. “Hoje atendemos Criciúma, Içara e Morro da Fumaça, com o serviço municipal de inspeção, mas planejamos atender municípios até Florianópolis”, revela Fabiano.

Agroindústrias de Criciúma, Lauro Muller e Nova Veneza também devem receber as visitas. Conforme a presidente do Colegiado de Agricultura e secretaria de agricultura de Morro da Fumaça, Patrícia Coral, a visita deixa a região confiante e na expectativa do sonhado selo. “A consultoria nos deixa mais tranquilos para pedirmos o selo, já que muitas das exigências estão sendo atendidas”, avalia.

O secretário de agricultura de Içara, que também acompanhou a visita, Silvio João Viana, lembra que a luta pelo sole já um processo e um sonho antigo, devido ao grau de exigência. “Estamos na reta final para receber o selo, o que vai permitir o crescimento e a expansão dos negócios para os produtores de Içara e da AMREC. Assim que recebermos o selo, esperamos que outras agroindústrias possam se adequar para terrem permissão de comercializarem seus produtos em todo território nacional”, avalia o secretário. Para ele, em breve poderemos ver os produtores da região expandindo os negócios e agregando ainda mais valor nos produtos produzidos aqui.

Sobre o projeto

O Consórcio CIM-AMREC participou de uma seleção junto a consórcios de todo o Brasil para receber uma capacitação oferecida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para orientação dos serviços de inspeção e das agroindústrias participantes do Projeto-piloto CONSIM 2020. A oficina reúne empresários, donos das agroindústrias, os Responsáveis Técnicos (RT) e os veterinários das prefeituras da região dos 12 municípios da AMREC, além de prefeitos, que participam em momentos pontuais.

O objetivo final da capacitação é a adequar as normais necessárias para que o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da AMREC (CIM-AMREC) posso estar pronto para solicitar o selo do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI).

Selo SISBI e a parceria da EPAGRI

O selo SISBI dá autorização para agroindústrias comercializarem seus produtos em todo o Território Nacional. Uma agroindústria, que atenda uma grande rede de supermercados, hoje só pode vender nas lojas da rede que estão nos municípios da AMREC. Com o selo SISBI, poderá atender todas as lojas do Estado e até as que estejam fora do território Catarinense. A Epagri, que é parceira desde o início dos trabalhos do Consórcio, vê o momento como importante para desenvolvimento da região.

Associação dos Municípios da Região Carbonífera – AMREC