Agentes da Polícia Civil de Tubarão cumpriram um mandado de prisão temporária contra um assaltante de joalheria. A ação ocorreu por volta das 6h de ontem, enquanto o alvo da operação dormia na casa de sua mãe, no bairro Humaitá, nas proximidades da rodoviária.
A prisão foi decorrente de um assalto realizado no último dia 8, na cidade de São Ludgero. Na ocasião, quatro homens invadiram a loja Zenir Joias, no Centro, ameaçaram funcionários e clientes e fugiram com cerca de R$ 80 mil em joais de ouro e prata.
A polícia segue no encalço da quadrilha. A detenção do jovem de 20 anos, ontem, pode dar novos rumos à investigação, que é coordenada pelos delegados Leonardo Valente e Francisco Ribeiro Soares, com apoio de agentes da delegacia de Braço do Norte e Tubarão. O cumprimento do mandado foi aplicado pelo delegado Danilo de Bessa Brilhante e sua equipe de investigadores da Central de Plantão Policial (CPP), da Cidade Azul.
A polícia conseguiu recuperar cerca de R$ 6 mil das joias roubadas. “Isso deve ter sido o que sobrou da fatia do roubo dividida para este acusado. Algumas correntes de ouro foram dadas de presente à esposa do jovem preso”, informa Danilo.
O rapaz prestou depoimento na manhã de ontem na CPP e seguiu até o Presídio Regional de Tubarão. A prisão temporária é de cinco dias, podendo ser prorrogada por mais cinco. A situação pode se complicar por ser reincidente no crime de roubo com emprego de arma branca.
Não houve feridos durante o assalto. O proprietário da joalheria acompanha as investigações e ainda tem esperanças de recuperar mais alguns produtos.