Um homem será julgado perante o Tribunal do Júri da comarca de Garopaba nesta quinta-feira, (17/3) pelo feminicídio da companheira, o homicídio duplamente qualificado do primo e posse irregular de arma de fogo de uso permitido. O crime aconteceu em maio de 2018, no bairro Serraria, cidade-sede da comarca.

Segundo a denúncia, após tomar ciência de que sua companheira mantinha um suposto relacionamento amoroso extraconjugal com seu primo, o acusado se dirigiu até a obra onde o familiar trabalhava e disparou três vezes contra ele pelas costas.

Um dos tiros atingiu a vítima na cabeça e provocou sua morte por traumatismo crânio-encefálico. Na sequência, o acusado voltou a sua residência e atirou contra a mulher pelas costas duas vezes – outra vez um disparo atingiu a cabeça da vítima e igualmente causou sua morte por traumatismo crânio-encefálico.

O homem irá responder por homicídio duplamente qualificado contra seu primo, por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima, e homicídio triplamente qualificado contra sua ex-companheira, por motivo fútil, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio. A sessão inicia às 9 horas. O processo tramita em segredo de justi​ça.​