Os prefeitos da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC) estiveram reunidos nesta segunda-feira (04/04) na sede da Associação, com representantes das empresas carboníferas, o prefeito de Capivari de Baixo, vereadores de Criciúma, representantes do Instituto de Meio Ambiente (IMA) e o procurador da República, Dermeval Ribeiro Vianna Filho, para debater as áreas que fazem parte da Ação Civil Pública (ACP) do Carvão.

O encontrou durou cerca de duas horas, e buscou um encaminhamento para recuperação e liberação do uso das áreas. Uma das propostas encaminhadas foi do escalonamento dos problemas apresentados nas áreas e o possível encaminhamento pela complexidade de resolução. Uma nova reunião deve acontecer no próximo dia 18 de abril. Os municípios devem apresentar um levantamento com a complexidade de cada área, e nesse novo encontro se pretende a presença dos deputados federais, assim como o representante do Ministério de Minas e Energia, já que boa parte dos problemas envolve a União, ou mais especificamente a Companhia Siderurgica Nacional (CSN).

Estiveram presentes o presidente da AMREC, José Claudio Gonçalves, o Neguinho; os prefeitos de Criciúma, Clésio Salvaro; Içara, Dalvania Cardoso; de Cocal do Sul, Fernando de Faveri; de Treviso, Valério Moretti; de Siderópolis, Franqui Salvaro; a prefeita em exercício de Lauro Muller, Soraia Librelato; de Urussanga, Jair Nandi; o prefeito de Capivari de Baixo, Vicente Correa Costa; os vereadores de Criciúma, Salésio Lima e Marcio Daros; o diretor executivo do Siecesc, Marcio Cabral; servidores da prefeitura de Criciúma e representantes das Carboníferas da Região.