Durante metade dos 30 anos de vida, a técnica em enfermagem, Gisele Albino de Assunção, foi adepta ao uso do cigarro. Atualmente, trabalha na Unidade de Saúde do bairro Vila Zuleima e revela que está há 21 dias sem fumar. Por ser uma profissional da área da saúde e por acompanhar as reuniões semanais do grupo antitabagismo do bairro, ela não esconde a motivação causada pelos depoimentos dos integrantes do grupo.

Para Gisele, a decisão não foi fácil, pois são anos dependendo do cigarro. Porém, ela destaca que a decisão foi a melhor opção para sua vida. “Eu me sinto muito melhor nesses últimos dias. Não tenho mais falta de ar, estou mais calma, meu desempenho está melhor nas atividades que tenho que fazer diariamente e sinto mais o sabor dos alimentos”, comemora Gisele.

De acordo com a coordenadora do programa municipal de controle do tabagismo, Andréia Sharon Salomão, na manhã desta sexta-feira (22) os envolvidos no programa contra o tabagismo estarão reunidos no Salão Ouro Negro no Paço Municipal Marcos Rovaris, para discutir ações que incentivem as pessoas a parar de fumar. “Na verdade nós estamos nos focando também em campanhas preventivas, para que as crianças e adolescentes saibam dos malefícios e da dependência da nicotina e não sejam fumantes”, comenta a coordenado.

Para Andréia um dos diferenciais do programa na cidade, que já é referência no país, é que as inscrições podem ser realizadas pela internet, além de parcerias com residência multiprofissional, que engloba profissionais de diversas áreas, tais como nutricionista, farmacêutico, dentista, fisioterapeuta, médicos entre outros.

“Nós temos encontros semanais no período da noite, isto facilita o acesso de todos. Apresentamos também o programa em empresas da cidade, através de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), além de que o programa existe há mais de dez anos já. Esses são alguns pontos que nos tornam referência e consolidam nosso trabalho”, frisa.

Fonte: TV Imagem Net