Segundo o presidente do Sindicato dos Revendedores de GLP de Santa Catarina (SIRGAS), Fernando Bandeira, a situação com relação a distribuição de gás no estado deve ser normalizada dentro de 15 dias aproximadamente. Fernando explicou durante entrevista para a Rádio cruz de Malta FM de Lauro Müller na manhã desta terça-feira (5) que a distribuição estava travada nas distribuidoras e assim afetando as distribuidoras.

Em Lauro Müller aos poucos a situação vai se normalizando e a expectativa é de que também nos próximos dias a situação comece voltar ao normal.

Desde o começo da greve dos caminhoneiros em 21 de maio, as revendedoras deixaram de receber o produto. Os primeiros abastecimentos foram destinados primeiro para áreas prioritárias como hospitais, colégios e indústrias. O preço está entre R$ 65 e R$ 75, o mesmo valor praticado antes da greve.